Títulos de Dívida e Mudanças Climáticas

Análise de Mercado 2017: Edição Brasil

Acesse o estudo gratuitamente

Basta preencher o formulário abaixo

Preencha corretamente os campos marcados

Enviando...

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Para continuar navegando, desabilite seu bloqueador de anúncios.

Um saldo de US$895 bilhões em títulos climáticos

O estudo "Títulos de Dívida e Mudanças Climáticas: Análise de Mercado 2017" identificou um universo de $895 bilhões em títulos climáticos que financiam projetos e ativos de baixo carbono e resilientes à mudança climática, um aumento de $201 bilhões em relação ao último ano. O relatório destaca o papel das cidades, de entes soberanos e subsoberanos para atingir as metas delimitadas pelo Acordo de Paris. Com capítulo destinado ao Brasil, a publicação enorme aponta potencial para liderança do país no panorama de investimentos verdes mundial. 

O crescimento do universo climático é animador, mas ainda há espaço para um mercado muito maior. Os temas Transporte e Energia representam 80% do universo climático. O estudo conta com um panorama dos títulos climáticos por tema e estudos de caso de títulos verdes municipais. 

O mercado de títulos verdes está crescendo rapidamente no Brasil. O primeiro título verde rotulado de um emissor brasileiro foi emitido pela companhia alimentícia BRF em junho de 2015. No total, nove títulos verdes brasileiros já foram emitidos, somando US$3,67 bilhões, cinco dos quais foram emitidos no mercado internacional.

sobre o estudo

Realizado pela Climate Bonds Iniciative, com o patrocínio do HSBC, a edição brasileira do estudo "Títulos de Dívida e Mudanças Climáticas: Análise de Mercado 2017" contou com a participação da SITAWI Finanças do Bem como parceira de conteúdo e do Banco Interamericano de Desenvolvimento - BID como patrocinador. O relatório analisa como títulos de dívida estão sendo usados para financiar a transição para uma economia de baixo carbono.

A SITAWI Finanças do Bem mobiliza capital para impacto socioambiental positivo.

Saiba mais: www.sitawi.net